OPEN CALL 16 MM

O LABORATÓRIO IMERSIVO DE 16MM vai dar a oportunidade aos participantes de conhecer as técnicas tradicionais de filmagem em 16MM, reversíveis a cores e a preto e branco, enquanto criam em colaboração num processo imersivo, durante cinco dias, aproveitando a estadia no contexto rural da CASA DO XISTO, localizada na aldeia de Macieira de Rates, Barcelos.

OPEN CALL ENCONTRA-SE ENCERRADA. PRÓXIMA EDIÇÃO PREVISTA PARA A PRIMAVERA DE 2022.

Os participantes vão aprender o processo de revelação de película pelas próprias mãos, vão trabalhar um sistema de edição vertical para completar uma impressão pronta para a projeção.

Vão explorar modos experimentais de fazer efeitos especiais e outras técnicas relacionadas com o universo da filmagem em 16mm, através das instruções de dois profissionais dedicados, com vasta experiência no processo de filmagem e revelação em película, que se dedicam à preservação das artes cinematográficas.

A oficina será dirigida por Steve Cossman, fundador e diretor da MONO NO AWARE, uma organização sem fins lucrativos com sede no Brooklyn, em NY, que como missão criou uma comunidade de cineastas, artistas e amadores com paixão pelo cinema e suas possibilidades. Com mais de quinze anos de experiência, mais de sessenta workshops realizados, com mais de mil artistas internacionais envolvidos, promovem a educação, através do ensino de cursos das práticas de cinema tradicional, de Super 8mm, 16mm e 35mm. É uma organização com reconhecimento internacional, os filmes produzidos nos workshops já foram exibidos em dezenas de festivais internacionais de cinema, e são reconhecidos pelo seu trabalho e dedicação pelo NYTimes, BBC World, ViceTv, entre outros. O outro instrutor será Ricardo Leite, um dos sócios fundadores do projecto Átomo47, o único laboratório de cinema independente de Portugal, inaugurado em 2007. Tendo trabalhado maioritariamente no género experimental e em película, é o criador original de uma técnica inovadora intitulada “A Alquimia do Cinema” que será abordada durante o curso. Durante os cinco dias, os participantes vão criar uma “Horta Cinematográfica” no jardim da CASA DO XISTO para plantarem para os próximos participantes utilizarem e cuidarem das diferentes plantas que servirão para a revelação da película. A componente alquímica do processo estará patente: para o revelador utilizaremos café, vitamina-c e bicarbonato de sódio, para os restantes componentes utilizaremos água oxigenada e vinagre ou ácido acético ou como alternativa sumo de limão para obtermos ácido cítrico. Durante o processo poderão ser cruzadas várias técnicas que irão sendo explicadas, como a possível utilização de reveladores diferentes na mesma imagem, por exemplo, criar a imagem negativa com revelador com base de café, e em seguida positivá-la com um revelador com base em hortelã, para com isso obter tonalidades diferentes, isto entre outras técnicas e possibilidades que serão oferecidas.

A oficina terá o limite de doze participantes e a duração de cinco dias, de 20 a 25 de setembro de 2021, com o resultado final de doze curtas-metragens com tema livre influenciado pela natureza e região onde a iniciativa se insere. Torna-se numa oportunidade única destinada para cineastas, artistas visuais, emergentes ou experientes, amadores, apaixonados pelo cinema, de nacionalidade portuguesa ou estrangeiros residentes em Portugal, para aprenderem as distintas técnicas de revelação e filmagem em 16mm, num contexto rural.

Os doze filmes de curta-metragem realizados na oficina serão exibidos primariamente na CASA DO XISTO para os participantes, convidados e amigos, abertos aos vizinhos, moradores da aldeia de Macieira de Rates, para incluir a comunidade local na iniciativa. Internacionalmente, através da Mono No Aware, os filmes realizados na oficina irão circular através da rede de contactos que a organização tem consolidada, como Anthology Film Archive de Nova Iorque, entre outros festivais internacionais de cinema. A própria plataforma do Vimeo da Mono No Aware tem um alcance significativo que se torna interessante para a promoção e difusão das obras produzidas durante o Laboratório.

Os filmes realizados durante o laboratório na Casa do Xisto serão exibidos no Doc’s Kingdom, dia 1 de Outubro em Arcos de Valdevez, no programa “A Vez do Cinema”.

Para te inscreveres, envia-nos uma carta de motivação e o CV ou website. Entraremos em contacto.

Os seleccionado/a/e/s terão uma taxa de inscrição de 325 euros que inclui estadia, alimentação e todos os materiais da oficina, como o stock de filmes, processamento químico, as câmaras de 16mm, equipamento de edição, projeção e digitalização dos filmes, com a circulação confirmada no canal da Mono No Aware.     

INSCREVE-TE.